O bebê se contorce, as pequenas perninhas se encolhem ao mesmo tempo em que as costas se arqueiam, o choro – quase ensurdecedor – em um tom estridente que não termina, acaba deixando, por fim, o rosto do bebê até vermelho. Bem, esses são alguns dos sintomas das crises de cólicas, que acometem os bebês, normalmente, até o quarto mês de vida.

bebe-capa

Até esse período, o sistema digestivo do pequeno não está completamente formado e este pode ser um dos principais motivos das comuns dores abdominais. As cólicas aparecem, geralmente, no final da tarde e no período da noite, deixando o bebê agitado, se contorcendo de dor e tirando o sono dos pais e do neném.

Saiba os erros e acertos comuns da hora de dormir.

Na hora da amamentação, ainda é comum que seja engolido ar juntamente ao leite materno, o que acaba influenciando a formação de gases. Esse pode ser mais um efeito que provoca cólicas no pequeno. Além disso, a própria fermentação do leite, principalmente aqueles que não são maternos, também pode colaborar com esse quadro.

Nesses momentos, o importante é manter a calma e buscar tranquilizar o bebê. Por outro lado, existem algumas técnicas e truques que podem ajudar a aliviar as cólicas do pequeno.

1.Colocar o bebê para arrotar após a amamentação.

É importante criar esse hábito e colocar o pequeno para arrotar sempre após cada amamentação. Isso o ajudará a liberar um pouco do ar que ele possa ter engolido durante a amamentação e evitará a formação de gases.

Dica: é sempre bom ter uma fraldinha de pano por perto para esse momento. A mãe pode colocar no ombro quando o bebê for arrotar.

Saiba todas as diferenças entre os vários tipos de paninhos de bebê.

2.Massagem na barriga do bebê.

Uma simples massagem na barriga do pequeno já pode ajudar o alívio da dor da cólica. A recomendação é deslizar a mão na barriga do bebê, da base da costela para baixo, em movimentos circulares. Outra opção é deitar o bebê e fazer movimentos com as perninhas dele, como se estivesse pedalando, estendendo e dobrando a perna.

massage

Dica: os movimentos podem ser feitos durante o dia, mesmo quando ele não estiver sentindo cólicas.

3.Enrolar o bebê no cueiro.

O simples fato de enrolar o pequeno de forma firme no cueiro já pode acalmá-lo. A técnica faz com que o bebê se sinta mais seguro e confortável, simulando o ambiente do útero.

bebe-cueiro

4.Banho quente.

Um banho quente em um ambiente tranquilo e calmo proporciona ao bebê a mesma sensação de ficar enrolado no cueiro, tranquilidade e conforto, lembrando o ambiente do útero. Esse método ajuda a criança a se acalmar e, por consequência, a diminuir a dor da cólica.

banho-bebe-

 

5.Usar bolsa de água quente ou compressa.

Assim como o calor do banho ajuda a diminuir as dores da cólica, a bolsa de água quente ou até mesmo a compressa com uma fralda de pano quente também possui o mesmo efeito. O calor da bolsa ou da compressa relaxa a musculatura e alivia a dor abdominal.

Fique atento a temperatura da bolsa ou da compressa com a fralda para não queimar o bebê. A pele dele é muito sensível e delicada.

bolsa-de-agua

Dica: hoje, o mercado oferece algumas bolsas térmicas mais práticas e em forma de bichos de pelúcia. Basta colocar no micro-ondas e depois aproximá-la da barriga do bebê. Não é necessário água e algumas delas ainda soltam um aroma de lavanda, para acalmar o pequeno.

Saiba os erros e acertos comuns sobre a hora de dormir do bebê.

Veja como montar um perfeito enxoval de bebê.


No EuNeném você cria sua  lista de enxoval de bebê com produtos de qualquer loja. Pode compartilhar sua lista com amigos e familiares e ganhar presentes durante toda a gravidez. Experimente agora!

Você também vai gostar destes conteúdos: