Doula: conheça e entenda a importância do trabalho das companheiras do parto

Durante a gestação, é comum que as futuras mamães se sintam perdidas, principalmente, diante dos milhares de conselhos e excesso de informação sobre a gravidez. Diante disso, o papel da doula aparece de maneira ainda mais fundamental, com o objetivo de acompanhar e transformar a experiência do parto em um momento tranquilo e ainda mais especial.

doula

O que é uma doula?

Doula é uma palavra que vem do grego e significa mulher que serve. O trabalho de uma doula envolve o auxilio e apoio durante o parto e, até mesmo, durante a gestação. A profissional é uma mulher que oferece suporte emocional e físico na preparação da chegada do bebê. A doula não é uma parteira ou enfermeira e muito menos substitui a presença do marido durante o trabalho de parto. É importante destacar que ela também não é médica, portanto, não realiza exames de toques ou receita e administra medicamentos.

A doula acompanha a gestante durante todo o trabalho de parto, participando ativamente do momento e repassando informações necessárias ao casal sobre cada procedimento e etapa. Ela também ajuda a gestante a encontrar as posições mais confortáveis durante as contrações e também pode fazer massagens e compressas para aliviar a dor. Além de envolver o pai em cada uma das fases, para que ele se sinta parte desse momento especial.

As doulas podem ser voluntárias, as quais ajudam as mulheres que chegam durante o plantão, ou particulares, contratadas pela gestante, atendendo apenas uma grávida e sendo mais próxima dela, uma vez que vivencia outros momentos da gestação e constrói uma relação com a futura mamãe. Ainda há outro tipo de doula, as hospitalares, que são contratadas pelo hospital para auxiliar as pacientes. Independente do tipo, todas possuem a mesma função, de oferecer suporte e apoio a gestante durante o momento do parto.

Vantagens de ter o acompanhamento de uma doula

A presença da doula durante a preparação para o parto pode trazer muitas vantagens para a mãe e o bebê, apontada, inclusive, por alguns especialistas, como:

  • Maior autocontrole e segurança da mãe durante o trabalho de parto;
  • Redução de riscos de depressão pós-parto;
  • Aumento da autoestima da mulher;
  • Possibilidade de diminuir a duração do trabalho de parto;
  • Maior controle emocional da gestante;
  • Maior índice de sucesso de amamentação;
  • Menor tempo de internação;
  • Apoio e auxílio durante o momento do parto, repassando informações relevantes;
  • Menor taxa de cesáreas;
  • Menor índice de pedidos de anestesia, durante o trabalho de parto.

É importante destacar que o acompanhamento de uma doula não é garantia de um parto natural. Além da doula, é necessário que o medico também esteja em sitonia com o real desejo da mãe em relação ao parto, tendo em vista que 90% dos partos em hospitais particulares, no Brasil, são cesáreas. A recomendação da Organização Mundial da Saúde – OMS é que no máximo 15% dos partos sejam cesáreas.

Como encontrar uma doula

A doula pode ser encontrada no site de Doulas do Brasil. É muito importante que a gestante escolha uma doula que se adeque a melhor as necessidades dela e que haja empatia.

 

Veja como identificar os sinais do início do trabalho de parto.

Doula: conheça e entenda a importância do trabalho das companheiras do parto
5 (100%) 3 votes