A gravidez semana a semana avança e o seu bebê não para de crescer. No próximo mês, ele vai duplicar de tamanho e ganhar ainda mais forma, peso e comprimento.

Esse texto – continuação da Gravidez semana a semana: 9 semanas de gravidez – faz parte de uma série de conteúdos que tem o intuito de acompanhar cada passo e evolução da sua gestação.

gravidez-semana-a-semana10

Sintomas de gravidez

Você tem percebido maior salivação na gravidez? A sensação de estar com mais saliva na boca é bastante comum durante a gestação. Ela pode incomodar bastante e ainda vir associada a náuseas e vômitos constantes, o que pode indicar um quadro de hiperemese gravídica.

Por conta da produção excessiva de saliva, a grávida pode não conseguir se alimentar direito, ocasionando em perda de peso, desidratação e desnutrição. Portanto, um acompanhamento médico é fundamental.

Não há nenhuma comprovação científica que justifique o aumento da saliva durante a gestação. Entretanto, é comum que as grávidas tenham esse sintoma e que ele desapareça após as 12 semanas de gravidez.

Hiperemese gravídica

A hiperemese gravídica é o excesso de vômitos durante a gestação e afeta um número pequeno de grávidas, entre 0,5 e 2%. Ela começa, mais ou menos, a partir das 5 semanas e pode levar a internação de algumas gestantes, devido à desidratação e fraqueza.

Normalmente, em torno das 16 semanas, esse mal passa. Entretanto, existem alguns raros casos em que ele acompanha a grávida até o final da gestação.

A hiperemese gravídica pode ser diferenciada dos vômitos comuns da gravidez quando: eles são muito frequentes durante o dia; a grávida não consegue ingerir nada (inclusive remédios) sem logo em seguida vomitar; ela emagrece consideravelmente; e se sente incapacitada para realizar qualquer atividade durante o dia, devido ao mal-estar.

Em contrapartida, não existe uma única definição para essa doença. Alguns especialistas consideram que uma grávida está com hiperemese quando emagrecem mais que 5% comparado ao seu peso anterior ao da gravidez.

Caso você suspeite que esteja com hiperemese gravídica, procure assistência médica e relate o que está sentindo para iniciar o tratamento.

Emoções e comportamentos

Como anda o seu coração, nessa semana? Muito ansioso? Tente aproveitar esse tempo para relaxar e descansar. Agora, quase chegando ao terceiro mês, os hormônios vão se estabilizando e você também vai acostumando com o impacto deles no seu corpo. Com isso, o seu emocional também vai parar de oscilar com tanta frequência e se normalizar.

Mudanças no corpo

Nessa fase, a barriga já fica um pouco mais inchada, porém, ainda não há uma presença marcante que dará para ser notada. As roupas ainda não precisarão ser trocadas e você pode notar uma pequena mudança na sua cintura, que começa aos poucos a se alargar.

O seu útero já está do tamanho de uma laranja grande, preenchendo praticamente todo o baixo ventre.

Desenvolvimento do bebê

O seu bebê já está do tamanho de uma ameixa seca, com aproximadamente 3 centímetros de comprimento da cabeça ao bumbum. A cada semana ele se desenvolve mais. Agora, ele já engole o líquido amniótico e se movimenta, dando alguns chutes. Entretanto, você ainda não sentirá, pelo fato dele ser muito pequeno.

As unhas e os cabelos já começam a aparecer e os principais órgãos, como os pulmões e cérebro, já estão completamente formados e funcionando.

Os dentes de leite, os quais somente irão aparecer depois de meses que o bebê nascer, também já estão começando a se formar.

Ele ainda é um pouco desproporcional, com uma grande cabeça e a testa um pouco saltada.

Nessa fase, os órgãos sexuais também começam a se definir melhor. Por outro lado, ainda não é possível saber se o bebê é uma menina ou menino. Para tanto, serão necessárias algumas semanas.

Mudanças na rotina

É importante se hidratar bastante durante a gravidez. Os especialistas aconselham em torno de 2 litros de água por dia. Entretanto, evite tomar muitos copos de água no período da noite, para não prejudicar o sono devido à vontade de ir ao banheiro para fazer xixi.

O que você não deve fazer

Durante a gravidez, evite o consumo excessivo de alimentos e líquidos que contenham cafeína, como café, chás e refrigerante de cola. Eles não precisam ser cortados da sua dieta, porém, devem ser consumidos em uma menor quantidade.

Especialistas recomendam em torno de 200 mg por dia, o que seria equivalente a mais ou menos três xícaras pequenas de café expresso.

Na verdade, não existe nenhuma comprovação científica definitiva sobre os males da cafeína tanto para o bebê quanto para a mãe. Por outro lado, alguns especialistas acreditam que o excesso dela pode aumentar o risco de um aborto espontâneo.

Além disso, como a cafeína tem efeito diurético, vale a pena evita-la para não aumentar ainda mais as idas ao banheiro.

10 semanas: lista de atividades

  • Beber bastante água;
  • Evitar alimentos que contenham cafeína;
  • Tente elevar as pernas quando estiver sentada ou deitada para melhorar o fluxo de sangue;
  • Se exercitar. Uma dica é fazer pequenas caminhadas.

 

Acompanhe o próximo estágio, a gravidez semana a semana: 11 semanas de gestação.

Confira também quais são os tipos de ultrassom na gravidez.

Você também vai gostar destes conteúdos: