O seu bebê só cresce! E a sua emoção e ansiedade também, não é mesmo? Acompanhar cada fase e evolução da gravidez semana a semana é emocionante e ao mesmo tempo tranquilizante. Assim, você fica ciente de todas as reações naturais do seu corpo e como o seu bebê está se desenvolvendo dentro de você.

Esse é o quarto post – e continuação do Gravidez semana a semana: 6 semana – de uma série de conteúdos que tem o intuito de informar sobre cada fase da gestação.

Portanto, curta cada um desses momentos que você está vivendo!

sintomas-de-gravidez01

Sintomas de gravidez

E esse enjoo que não passa? A maior parte das mulheres se queixa de passarem muito mal durante o primeiro trimestre de gestação. Náuseas e enjoos que acabam com o bom humor e disposição de qualquer pessoa.

A culpa de todo esse mal estar é dos hormônios. Parece até desculpa, não é mesmo? Entretanto, nesses primeiros meses, os níveis hormonais variam bastante e a sua produção é maior do que em outros períodos. Alguns deles, como o estrogênio, pode chegar a altos índices no corpo, aparecendo até 30 vezes a mais do que antes da gravidez. Todas essas mudanças hormonais provocam grandes alterações na mulher, tanto no seu corpo quanto no seu emocional.

A principal função desse turbilhão hormonal é manter a gravidez. Durante esse primeiro trimestre, muitas reações acontecem e os hormônios acabam influenciando também na digestão dos alimentos.  O processo fica mais lento e a comida leva mais tempo para ser digerida, causando, assim, enjoos e náuseas.

Inclusive, é comum que algumas gestantes emagreçam nesses primeiros meses, tanto pela falta de apetite – devido aos enjoos e náuseas – quanto pelos vômitos.

Além dos enjoos, é comum que as grávidas tenham mais sono que o normal, vontade de fazer xixi o tempo todo, salivação, seios doloridos, prisão de ventre e inchaço.

Hormônios: Progesterona

Responsável pelo metabolismo durante os três primeiros meses da gestação, a progesterona é produzida em grandes índices no corpo das grávidas. Ela muitas vezes é colocada como o hormônio responsável pelos enjoos e por outras sensações desagradáveis, como sonolência e alteração no humor.

É importante ressaltar que o índice de progesterona no corpo da gestante pode variar de acordo com cada gravidez, não tendo uma quantidade específica durante esse período.

Entretanto, exatamente nessa fase inicial da gestação, segundo especialistas, o baixo nível desse hormônio pode aumentar as chances de um aborto espontâneo.

Emoções e comportamentos

Vá em frente! Culpe os hormônios. Toda essa oscilação de humor que muitas grávidas sentem é normal e ocasionada pelo alto índice de hormônios no corpo e pelo medo de tudo que vem pela frente, inclusive de cuidar do bebê.

Portanto, não se preocupe! É normal mudar de humor em questões de segundo, indo das gargalhadas às lágrimas. Tente ao máximo relaxar, o bebê está bem e você ainda terá muito tempo para se preparar e recebê-lo da melhor forma possível.

Mudanças no corpo

Você pode estar se sentindo mais inchada. É normal que algumas grávidas retenham líquido já no início da gravidez. Para tentar diminuir o inchaço, a prática de exercícios físicos é fundamental.

Como no início da gravidez é necessário ter cautela para realizar atividades físicas, consulte o seu médico sobre o assunto e siga a risca as recomendações.

Outra mudança perceptível é o crescimento dos seios, os quais podem estar bastantes doloridos devido ao aumento do fluxo sanguíneo.

Desenvolvimento do bebê

Nesse período, o seu bebê está do tamanho de um grão de feijão. O cérebro e o coração vão ficando mais complexos e formando as seções básicas. Os braços e as pernas crescem. Os cotovelos já aparecem e se dobram nos bracinhos. O embrião vai tomando aos poucos forma.

Ele já se mexe bastante no seu útero, entretanto, você ainda não consegue sentir por ele ser muito pequeno. Mas logo o primeiro chute aparecerá.

Mudanças na rotina

Para combater a prisão de ventre, o inchaço e, até mesmo, o enjoo que podem aparecer nesse período, busque uma dieta bem balanceada e com muita fibra. Agendar uma consulta com um nutricionista seria uma boa alternativa.

Cuidado com os excessos e a falta de alimentos. É importante se cuidar do início ao fim da gestação, comendo a quantidade ideal, com os nutrientes essenciais.

Não se esqueça de também se exercitar, conforme recomendações médica.

O que você não deve fazer

Evite alimentos crus, principalmente, carnes. Sempre opte pelas bem passadas. A carne mal passada pode transmitir infecções perigosas tanto para a mãe quanto para o bebê. Inclusive, a toxoplasmose – transmitida pela carne de porco e boi ou pelas fezes de gatos –, que pode ser prejudicial para o bebê, apesar de inofensiva para você.

7 semanas: lista de atividades

  • Tenha uma alimentação balanceada e não se esqueça das fibras;
  • Faça exercícios físicos, com a orientação de um médico;
  • Beba muita água;
  • Fique atenta aos alimentos frescos e carnes bem passadas.

 

Confira a gravidez semana a sema: 8 semanas de gestação.

Veja também os alimentos que grávidas devem evitar.

Gravidez semana a semana: 7 semanas de gestação
5 (100%) 2 votes

Recommended Articles