Você já está fechando o segundo mês de gravidez. Tudo já está diferente. Seu corpo já apresenta pequenas mudanças e o bebê só cresce. A cada momento se torna ainda mais importante acompanhar a gravidez semana a semana e entender toda essa evolução e reações.

A partir desse período, normalmente é realizado o ultrassom, pelo qual se avalia a saúde do bebê e descobre, até mesmo, se você está esperando dois ou mais pequenos.

Esse é o quinto post – e continuação do Gravidez passo a passo: 7 semanas de gestação – de uma série de conteúdos que irão lhe ajudar a esclarecer o que acontece com o seu corpo e como o seu bebê se desenvolve em cada um dos estágios da gestação.

gravidez-semana-a-semana8

Sintomas de gravidez

Os sintomas ainda estão presentes e talvez até mais intensos. Nesse primeiro trimestre, é muito comum esse mal estar, acompanhado de enjoos, náuseas, sono, inchaço, dores de cabeça e prisão de ventre.

Os seios ficam um pouco maiores, mas, nesse momento, a dor já diminuiu um pouco. É importante comprar um sutiã um pouco maior e que dê a sustentação perfeita.

Hormônio: Estrogênio

O estrogênio é um hormônio que aumenta até 30 vezes a mais no seu corpo do que antes da gravidez. Ele tem uma importante atuação no sistema circulatório. Como o índice sanguíneo aumenta bastante durante a gestação, ele prepara o corpo para esse fenômeno, favorecendo a dilatação dos vasos.

Essa situação pode acabar ocasionando em alguns sintomas desagradáveis, como dores de cabeça e, até mesmo, calor.

O estrogênio ainda auxilia no crescimento e dilatação das glândulas mamárias, preparando o corpo para a amamentação.

Emoções e comportamentos

Ainda está se acostumando com turbilhão de emoções? Fique tranquila! A maior parte das gestantes passa por isso. É muito comum ficar com os sentimentos a flor da pele e se sentir mais sensível.

Também é completamente normal se preocupar com a saúde do bebê e, até mesmo, com o novo papel que irá assumir, o de ser mãe.

Tente ficar mais tranquila com isso. Você tem muito tempo para se preparar e se informar. E afinal de contas, não existem fórmulas para ser mãe e nem receita. Portanto, relaxe e curta esse momento lindo. A sua conexão com o seu bebê já lhe transformará em uma mãe sensacional.

Mudanças no corpo

Nesse primeiro trimestre, você ainda não perceberá muitas mudanças. Os seios estão um pouco maiores e você pode se sentir um pouco mais inchada – e até mesmo estar.

A barriguinha ainda não apontou. Mas, o útero já está aumentando de tamanho aos poucos e o bebê não para de se desenvolver.

Desenvolvimento do bebê

O bebê já não é mais um embrião. Agora, ele é um feto. O seu tamanho é semelhante ao de uma framboesa.

As mãozinhas e pés se formam e pequenos dedos com membranas aparecem. As pernas ficam mais compridas. Outro órgão que também começa a se desenvolver é o intestino. E ele já transporta resíduos para fora do corpinho do feto.

O sistema nervoso também está se formando e se comunica com os músculos.

Ainda não tem como saber o sexo do bebê. Para isso, será necessário esperar algumas semanas.

Gêmeos

São gêmeos? Fofura em dobro!

A barriga um pouco maior que o normal nem sempre quer dizer que a gravidez é de gêmeos. Dois ou mais bebês em uma mesma gestação podem ser confirmados por meio do ultrassom.

A 7ª e a 8ª semanas são o momento ideal para identificar se há mais de um bebê. Pois, em fases mais iniciais que essas, um dos bebês pode acabar passando despercebido e apenas um batimento cardíaco ser identificado – já que eles ainda são muito pequenos.

Eles podem ser fraternos – quando dois óvulos são fecundados por um espermatozoide cada e se desenvolvem separadamente – ou idênticos – quando um único óvulo é fecundado e se divide em dois.

Os gêmeos são muito comuns em casos de tratamentos de fertilidade e quando se têm casos na família.

Mudanças na rotina

As indicações continuam as mesmas: boa alimentação, exercício físico e tranquilidade. Tente relaxar ao máximo e curtir essa fase da maternidade. Se informe bastante sobre tudo que acontece com você.

Já pensou em praticar yoga ou hidroginástica? Exercícios podem ajudar a liberar as tensões e aliviar os sintomas de gravidez. Não se esqueça de consultar o seu médico antes de começar qualquer atividade física.

Você não pode fazer exercícios nesse início? Aproveite para fazer curtas e leves caminhadas durante o dia. Mas sem muito esforço. Isso pode lhe ajudar a relaxar um pouco.

O que você não deve fazer

Sem exageros, tanto na comida quanto nos exercícios. Não deixe que a ansiedade tome conta de você. É importante que você se alimente bem, de maneira saudável e com os nutrientes essenciais. Para evitar, assim, possíveis complicações como a diabete gestacional.

Diabete gestacional

A diabete gestacional é quando a gestante fica com um nível maior de açúcar no sangue e o corpo não consegue produzir insulina em quantidade suficiente. A insulina é responsável por controlar o nível de açúcar no sangue.

Principalmente, devido aos altos índices e mudanças de hormônios no corpo da grávida, o nível de sangue pode subir e interferir no controle da insulina. Fenômeno que dá início ao quadro de diabete gestacional.

Ela aparece durante a gravidez e, na maioria dos casos, se normaliza logo após o bebê nascer.

A diabete gestacional é identificada por meio de exames de sangue, no qual se mede a glicemia. Ele é feito logo nas primeiras consultas do pré-natal.

Controlar o aumento excessivo de peso no período da gravidez é uma das principais maneiras de evitar a diabetes gestacional.

8 semanas: lista de atividades

  • Alimentação saudável;
  • Não exagere na comida, principalmente naqueles alimentos que contém altos índices de açúcar e gordura;
  • Não se esqueça de beber água;
  • Busque um novo sutiã, com a sustentação ideal e que lhe dê conforto.

Confira a gravidez semana a semana: 9 semanas de gestação.

Você também vai gostar destes conteúdos: