sling

Mais que uma tendência, o sling veio para ficar e fazer parte da lista do enxoval de bebê (saiba como montar uma perfeita lista de enxoval de bebê). Os pais o utilizam para carregar o neném, de forma prática e deixando os braços livres para outras atividades. Em geral, o acessório é uma faixa de tecido amarrada ao corpo da pessoa que carregará o bebê. O pequeno ficará sentado no sling e poderá ficar na parte da frente dos pais virado para eles – com o contato entre a barriga do bebê e a da pessoa que o está carregando – ou para o ambiente ou ainda nas costas dos pais, abraçado a elas, como uma espécie de mochila. Especialistas sugerem que a posição ideal para o bebê ficar é a de frente para o cuidador.

Atualmente, o mercado possui uma variedade grande desse produto, para atender gostos e necessidades diversas. A vantagem do sling é exatamente deixar o pequeno mais confortável e possibilitar que os pais tenham os braços livres para outras atividades. Nele, o bebê se sente seguro e ainda é recomendado após as mamadas, pois permite que o pequeno fique na posição vertical. Por outro lado, os pais devem ficar atentos ao tempo de uso, para não prejudicar a coluna.

O sling pode ser utilizado inclusive com recém-nascidos, a recomendação dos especialistas é de apoiar o pequeno no acessório na mesma posição em que os pais o seguram no colo, de lado.

É importante, antes de comprar o produto, verificar se ele possui todos os requisitos de segurança e buscar uma marca conhecida, de boa procedência. Além disso, a recomendação é para slings em tecido de algodão, para possibilitar a transpiração. Os pais ainda devem ficar atentos ao apoio que cada tipo de sling oferece e a faixa etária do bebê. Para nenéns novinhos, até os três meses (veja as dicas de itens para enxoval que os bebês usarão até os 3 meses), o sling é indicado por ser de tecido e possuir uma melhor sustentação para a cabeça e o pescoço do bebê. O pequeno deve ficar sempre com o joelho flexionado, na altura do quadril, e nunca pendurado pelo quadril, para evitar possíveis problemas motores.

Sling de argolas

Feito em tecido, esse tipo de sling possui o apoio em somente um ombro e a regulagem em duas argolas grandes próximas ao ombro, com a possibilidade de ajuste. Ele é mais recomendado para bebês novinhos, os quais podem ficar deitados de lado. Entretanto, bebês maiores também podem utilizá-lo e ficar em outras posições.

sling argola

Pouch sling

Assim como o de argolas, ele é apoiado em um ombro só. Porém, não precisa ser regulado, deixando seu uso ainda mais prático. Normalmente, são feitos sob medida.

sling-

 

Wrapsling

É uma faixa de tecido maior, com a vantagem de ser apoiada nos dois ombros da pessoa que carregará o bebê, distribuindo melhor o peso do pequeno. O bebê deverá sentar virado para o adulto com as perninhas soltas e flexionadas.

sling-

Mei Tai

Assim como o Wrapsling, o peso do bebê fica apoiado nas duas alças em cada um dos ombros dos pais. A vantagem e diferença desse modelo para os outros é que ele possui um apoio maior, com a base mais larga, nas costas do bebê.

Outros produtos para carregar o bebê:

Caguru

Esse é um modelo mais fácil de vestir, por já vir pronto do mercado, sem precisar de amarrações como os anteriores. Normalmente, possui as alças acolchoadas, como uma mochila, e o bebê tem a possibilidade de ficar virado para os pais ou para o ambiente.

canguru

Mochila

Indicado para crianças maiores, as quais já conseguem segurar a cabeça, ela fica sentada no acessório e apoiada nas costas dos pais, com a barriga dela virada para o corpo dos pais. Esse modelo possui uma ergonomia prática e semelhante ao canguru. Como o apoio fica todo nas costas dos pais, eles devem tomar cuidado para não se curvarem e sobrecarregarem essa região.

mochila


No EuNenem você pode criar sua  lista de enxoval online. Pode compartilhar sua lista com amigos e familiares e ganhar presentes durante toda a gravidez. Experimente agora!

Você também vai gostar destes conteúdos: